Você já  imaginou onde estará e como será seu trabalho daqui a alguns anos? Sabe exatamente como conseguir aquela promoção ou mesmo conquistar o emprego dos sonhos? Tem sonhado em começar o seu próprio negócio e poder fazer as coisas do seu jeito?

Para se alcançar uma carreira exponencial é necessário preparo, comprometimento e principalmente clareza, para identificar a sua situação atual, onde quer chegar e como atingir seus objetivos.

Com este guia você irá entender o que é um plano de carreira, como desenvolver um planejamento orientado para resultados e de que forma ele pode te ajudar a alcançar os objetivos traçados.

O que é o plano de carreira?

Existem dois tipos de planos de carreira: aquele que é feito pelas empresas, para que os colaboradores possam crescer dentro da organização e o que você pode traçar para você mesmo, como uma meta pessoal de crescimento profissional.

Plano de carreira feito pelas empresas

Neste tipo de plano de carreira a empresa deixa claro para o funcionário qual o caminho que ele deve percorrer dentro da organização e aponta quais são as competências necessárias para se alcançar a posição hierárquica desejada. Tem como objetivo atrair, reter talentos e potencializar o desenvolvimento dos funcionários.

Em outras palavras, o plano de carreira empresarial é um programa para os profissionais que já fazem parte daquela empresa, para recompensá-los em termos de salário, tempo de casa e também dar a oportunidade para que eles possam assumir cargos de liderança ou especialistas no futuro.

Plano de carreira pessoal

Se até alguns anos atrás o plano de carreira era algo exclusivo das grandes empresas, hoje já temos um cenário totalmente diferente. Cada vez mais as pessoas têm buscado traçar seus próprios objetivos, seja em busca de aumento de salário, promoção de cargos ou até mesmo de uma transição de carreira.

Desta maneira, o plano de carreira serve para indicar, de forma realista, onde você está no momento e onde deseja chegar no futuro.

É uma ferramenta poderosa que permite ao profissional ter uma visão mais completa da situação e, desta forma, o ajuda a ter foco. Vivemos em uma época onde as pessoas são ansiosas e querem fazer tudo agora, ficam confusas com as diversas opções e acabam não conseguindo sair do lugar.

Qual a diferença entre carreira e profissão?

Quando falamos em plano de carreira estamos falando de um caminho a ser percorrido e não simplesmente em uma mudança de profissão. Vejamos a diferença entre esses dois conceitos:

O que é carreira?

A carreira é o conjunto de empregos pelo qual passou, atividades que exerceu e a experiência que você acumulou ao longo dessas ocupações e desafios.

Por exemplo: um jovem que se formou em medicina resolve fazer residência em uma determinada área de especialização, após alguns anos, ele decide abrir sua própria clínica e paralelamente a isso começa a dar aulas em uma universidade. Todo esse processo é o que chamamos de carreira.

O que é profissão?

A profissão está relacionada com a área de atuação e não é o mesmo que emprego ou cargo.

Por exemplo: uma pessoa que é formada em medicina e possui o CRM tem uma profissão, mesmo que no momento esteja desempregada. Essa pessoa é médica, independente se ela dá aulas, trabalha em um hospital ou se está a procura de emprego. 

Quais os motivos para fazer um plano de carreira?

Existem várias razões pelas quais os profissionais buscam fazer um bom plano de carreira. Alguns buscam recolocação no mercado, outros desejam fazer uma transição de carreira e ainda tem aqueles que querem se tornar gerentes ou diretores.

Em qualquer um dos casos, o planejamento é um excelente aliado para se alcançar os resultados desejados.

O primeiro passo é identificar qual o seu momento atual e como você poderá crescer profissionalmente. A seguir separamos algumas dicas valiosas para 4 momentos distintos:

1. Iniciante no mercado de trabalho

Você se formou recentemente ou está em busca do seu primeiro emprego? Saiba que o plano de carreira é tão importante nesta fase quanto nas outras.

Dica: Faça uma pesquisa sobre as empresas que gostaria de trabalhar, pense em cargos que gostaria de ocupar dentro dessas organizações e ajuste seu currículo para que esteja de acordo com os objetivos pretendidos.

Lembre-se também de se preparar para as entrevistas e converse com quem já está no mercado.

2. Recolocação profissional

Quando um profissional pretende mudar de empresa, mas se manter na mesma área e até no mesmo cargo, dizemos que ele busca uma recolocação. A situação para quem se encontra desempregado é um pouco mais delicada, pois muitas vezes a demissão se torna algo traumático.

É normal a pessoa passar por uma fase de baixa autoestima e pode demorar alguns meses até se inserir novamente no mercado de trabalho.

Dica: Identifique os gaps que precisa enfrentar e tente ao máximo aproveitar seu tempo de recolocação para fazer uma escolha profissional mais alinhada aos seus motivadores, valores e estilo de vida, não apenas aceitar a primeira oportunidade que aparecer, que pode não ser a melhor.

Talvez seja a hora de usar seu networking para fazer alguns contatos, avaliar algumas possibilidades até então adormecidas e incluir no seu plano de carreira algumas metas mais imediatas.

Estar atualizado e participar de seminários e congressos pode abrir algumas portas para você.

3. Desenvolvimento da carreira atual

Você se identifica com os valores, missão e visão da empresa onde trabalha e sonha com uma promoção? O plano de carreira pode te ajudar ascender no organograma da empresa e te guiar rumo ao sucesso. Ou percebe que terá optar por novas ações de desenvolvimento no futuro, como uma especialização ou MBA e não sabe muito bem qual a melhor opção?

Dica: Para crescer tem que ter muita dedicação. O profissional precisa trabalhar sua inteligência emocional e ter foco em resultados. Um processo de coaching pode te ajudar a desenvolver algumas competências ou tomar decisões em relação aos próximos passas da carreira.

Outra dica é seguir o plano de carreira da própria empresa, que geralmente já tem alguns “caminhos” traçados para guiar o desenvolvimento dos colaboradores.

4. Transição de carreira

A transição de carreira é o momento de mudar não só de cargo e empresa, mas também de área ou mercado de atuação. Pode ser provocada por motivos forçados ou não: pode estar relacionada com uma demissão, uma mudança pessoal no estilo de vida, relacionada com a crise econômica do país ou qualquer outro fator que faça com que você resolva “mudar de ares”.

Dica: Nesta fase de vida, vale a pena se perguntar quais são suas motivações, paixões e onde você deseja estar. Explore alternativas, avalie se a mudança realmente vale a pena e se está de acordo com seus valores de vida e prioridades.

Se a transição de carreira for uma opção, lembre-se de se preparar financeiramente também.

Como fazer meu próprio plano de carreira?

Para se estruturar um plano de carreira e colocá-lo em prática é necessário ter muita disciplina, foco e persistência, uma vez que as metas precisam ser pensadas para um curto, médio e longo prazo.

Veja o passo a passo a seguir e comece hoje mesmo o seu planejamento:

1. Onde você está?

Qual a situação atual da sua carreira? Onde você se encontra hoje? Este será seu ponto de partida e algumas questões primordiais devem ser respondidas com honestidade:

  • Qual a sua formação? Quais cursos possui?
  • Que cargo ocupa atualmente?
  • Quais as suas experiências profissionais?
  • Qual o seu salário atual?
  • Quais suas competências e como elas agregam valor para sua profissão?
  • Quais são seus pontos fortes e fracos?
  • O que te deixa feliz dentro e fora do ambiente de trabalho?

A autoavaliação é fundamental para trazer clareza e indicar os pontos que podem ser trabalhados com mais afinco.

2. Aonde você quer chegar?

Estabeleça metas para que possa cumpri-las. Seja realista e tente vislumbrar seu futuro profissional.

  • Qual cargo você deseja ocupar daqui 2, 5 ou 10 anos?
  • Qual salário você gostaria de receber?
  • Existe a possibilidade de se tornar gerente? E diretor? Quanto tempo será necessário?
  • Será que está na hora de mudar de área?
  • Qual seria o seu emprego dos sonhos?

3. Faça acontecer

Agora que você já se auto avaliou e definiu seus objetivos, chegou a hora de bolar estratégias para colocar o plano em prática.

Uma boa forma de fazer isso é cumprindo as metas de trás para frente. Coloque datas e anote o que precisa fazer para chegar onde deseja.

  • Quais competências você terá que desenvolver para o cargo almejado?
  • Precisará fazer algum curso de atualização ou complementar à sua formação?
  • Vai ser necessário uma reserva financeira para investir em formação? Se sim, como poupar dinheiro?

Após responder todas essas perguntas em um papel, procure colocar datas para atingir cada objetivo principal que listou. Deixe ao lado um espaço para avaliação e observações gerais de cada etapa, pois o ideal é  que você reveja e atualize o plano ao longo do tempo.

Lembre-se: o seu mapa de carreira deve atender a várias possibilidades, pois mudanças e imprevistos podem acontecer. Tenha sempre um plano B como alternativa. E se quiser também pode já construir o C e o D!

Quais as vantagens de se fazer um mapa da sua carreira?

Após ler todos esses passos, talvez você ainda esteja se perguntando quais são as reais vantagens de se elaborar um plano de carreira.

Por décadas, a maioria das pessoas trabalhavam com aquilo que surgia como oportunidade, muitas vezes entravam no mercado de trabalho ainda muito jovens e seguiam aquela carreira até se aposentar.

As decisões profissionais não eram pensadas de forma estratégica e poucas vezes a zona de conforto era rompida.

Mas hoje em dia o mercado de trabalho é totalmente diferente, ele se tornou dinâmico, competitivo e cada vez mais exponencial.

E junto com essa diversidade e dinamismo, o profissional descobriu a necessidade de se tornar protagonista da sua própria carreira.

E é justamente neste momento que o plano de carreira se faz extremamente importante, uma vez que ele será seu guia neste processo de desenvolvimento profissional.

Ele funciona como um mapa, onde você pode identificar todos os caminhos de interesse e, posteriormente, se mover dentro dele ao longo do tempo, como se fosse um jogo de tabuleiro.

cta-radar-de-carreira

Quem pode fazer um plano de carreira?

O plano de carreira é indicado para qualquer pessoa que esteja vivendo diferentes momentos da vida profissional, seja autônomo ou funcionário, seja um jovem em início de carreira ou um gerente de uma grande empresa.

Planejamento e autoavaliação são partes fundamentais do processo de crescimento pessoal e podem ser feitos em qualquer época da vida. Se for necessário, busque ajuda com um especialista em carreira, faça coaching ou encontre um mentor (aquele profissional bem sucedido que servirá de inspiração, apoio e que esteja disposto a compartilhar sua própria trajetória e aprendizados).

Conclusão

Agora que você já sabe como montar um plano de carreira, assuma o compromisso e a responsabilidade de fazê-lo acontecer. Coloque as suas metas em um lugar bem visível, para que possa se lembrar diariamente.

Vale a pena também colocar post-it com alguns lembretes em sua mesa de trabalho, no computador ou espelho de casa. O que não é visto, muitas vezes não é lembrado.

E não se esqueça de manter sua rede de contatos profissionais sempre atualizada, faça networking, converse com profissionais da área de interesse, estude, participe de palestras e congressos.

Esteja atento às estratégias para maximizar seus pontos fortes e driblar seus pontos fracos.

“Seu trabalho vai preencher uma parte grande da sua vida, e a única maneira de ficar realmente satisfeito é fazer o que você acredita ser um ótimo trabalho. E a única maneira de fazer um excelente trabalho é amar o que você faz.”

Steve Jobs

Saiba que é possível sim alcançar o sucesso profissional se fizer um planejamento cauteloso e traçar objetivos concretos. Comece hoje mesmo a se questionar se seu trabalho te faz feliz. Pense em todas as coisas que te motivam e o que faz seu coração bater mais acelerado.

Uma carreira exponencial é construída com uma boa combinação de sonho, autoconhecimento e protagonismo!

cta-post-blog-coaching-de-carreira
WhatsApp chat