Conhecer a si e aos outros é extremamente importante para nos ajudar a desenvolver estratégias pessoais e profissionais capazes de produzir relacionamentos positivos. À medida que conhecemos nosso padrão comportamental, é possível entender quais são os nossos pontos fortes e nossas dificuldades e usar este autoconhecimento a nosso favor, seja para potencializar algumas características positivas ou “neutralizar” as negativas.

O conhecimento de quem realmente somos, cada vez mais, se tornou um pré-requisito para que nossas decisões sejam mais assertivas e consequentemente gere os melhores resultados.

Mas será que atingir o autoconhecimento é tão difícil quanto parece? Como posso saber qual meu padrão comportamental e que tipo de profissional sou? É isso que vamos responder neste post.

1. O que é o autoconhecimento

Segundo definição do dicionário, o autoconhecimento é:

“substantivo masculino

Conhecimento de si próprio, das suas características, qualidades, imperfeições, sentimentos etc; que caracterizam o indivíduo por si próprio.

Etimologia (origem da palavra autoconhecimento). Auto + conhecimento

Autoconhecimento então é estar consciente de quem somos verdadeiramente. Trata-se de ter consciência de quais são as principais características que nos levam à determinada ação e as razões pelas quais fazemos algumas escolhas em detrimento de outras.

Ao falar de autoconhecimento, devemos levar em consideração o significado de “consciência” também:

“substantivo feminino

Faculdade da razão julgar os próprios atos ou o que é certo ou errado do ponto de vista moral; Sinceridade; Ação que causa remorso; Opinião.”

(latim conscientia, -ae)”

É a partir da consciência que conseguimos tirar conclusões sobre o que queremos ou não para nossas vidas e quais caminhos devemos seguir para atingir nossas metas.

2. Como descobrir meu padrão comportamental?

Existem vários estudos e teorias que foram desenvolvidas ao longo de muitos anos que buscam compreender o comportamento humano. Alguns estudiosos, inclusive, criaram ferramentas para que pudéssemos desenvolver o autoconhecimento.

Desta forma, hoje vamos apresentar uma destas teorias e te mostrar que é possível se autoconhecer cada vez mais, através do Teste DISC.

2.1 O que é o Teste DISC?

O DISC é uma ferramenta para avaliar comportamentos que tem, como objetivo, identificar os perfis dominantes de um indivíduo de acordo com o contexto externo.

O Teste Disc tem sua origem nos estudos do Dr. William Moulton Marston (o mesmo criador da personagem Mulher Maravilha), que sempre buscou compreender como o ser humano interage com o ambiente em que está inserido, bem como as razões para que ele apresente determinadas ações e reações.

Marston defende que os indivíduos possuem dois parâmetros comportamentais: interno (sua própria percepção a respeito de seu poder pessoal) e externo (análise do ambiente). A partir destas duas esferas, surgem quatro variáveis do comportamento que podem ser moldados.

2.2 Para que serve o DISC?

O método DISC serve para nos ajudar a compreender como nos comportamos em determinadas situações no nosso cotidiano. Por esta razão ele pode ser utilizado por muitas empresas (que desejam traçar o perfil de seus funcionários) e pelo próprio indivíduo, que busca o autoconhecimento (uma vez que por meio do teste é possível reconhecer pontos fortes, fraquezas, qualidades e comportamentos mais comuns).

O DISC ajuda na percepção do modo como reagimos ao contexto ao nosso redor. Em outras palavras, ele serve para nos orientar sobre quais características são adequadas e quais comportamentos podemos melhorar.

2.3 Como funciona o DISC?

Ao longo de muitos anos de estudos, as técnicas para analisar os comportamentos foram evoluindo e se tornando cada vez mais complexas. Assim, diversas ferramentas foram criadas para entender como o ser humano se relaciona com o ambiente.

Atualmente, a ferramenta mais eficaz para este fim é o Coaching Assessment, um programa desenvolvido de acordo com os estudos do DISC, testado e comprovado cientificamente.

O teste é um questionário bem objetivo que reúne questões pessoais e comportamentais, tais como opinião, preferências e gostos individuais, entre outras.

2.4 Os quatro perfis comportamentais

Após realizar o teste, um dos 4 perfis comportamentais irá se sobressair sobre os demais. Assim você saberá com qual deles você mais se identifica:

1. Dominância

São pessoas que sabem lidar com desafios e geralmente conseguem bons resultados. Suas características predominantes são: determinação, exigência, coragem, egocentrismo e ousadia.

2. Influência

São pessoas mais emocionais e impulsivas, que geralmente possuem grande habilidade em influenciar os outros. Tem como características predominantes: entusiasmo, empatia, persuasão, comunicação efetiva e otimismo.

3. Estabilidade

São pessoas que lidam melhor com as rotinas e padrões. São as que apresentam um comportamento mais estável e geralmente trabalham muito bem em equipe. No geral são: pacientes, tranquilas, confiáveis, leais, gentis e previsíveis (preferindo não realizar muitas mudanças).

4. Conformidade

São pessoas que possuem maior facilidade em lidar com regras e processos e geralmente ficam por muito tempo na empresa. Suas características predominantes são: senso analítico e lógico, disciplina, cautela e precisão.

Esses traços ajudam o indivíduo a realizar os trabalhos sempre no prazo e com qualidade, já que também costumam ser perfeccionistas.

3. Dicas práticas que trarão mais autoconhecimento

Autoconhecimento nunca é demais e cada vez mais tem se tornado indispensável para a vida profissional e pessoal.

Saber nossas limitações e ter consciência de que somos realmente bons em determinadas áreas podem nos ajudar a desenvolver até mesmo outras competências e trabalhar pontos de melhoria.

Segue algumas dicas práticas, que se aplicadas, trarão mais autoconhecimento e, consequentemente, melhores resultados:

3.1. Seja gentil com você mesmo

Ter autoestima elevada e respeitar seus próprios limites é muito importante. Por vezes sentimos culpa por não ter feito isso ou aquilo ou por não ter agradado aos outros.

Somos severos no autojulgamento e cobramos perfeição e resultados de nós mesmos o tempo todo. Seja mais gentil e entenda que você também tem limitações. Ao invés de cultivar a culpa, foque naquilo que você tem de melhor e siga em frente.

3.2. Pratique a autorreflexão

Na correria do dia a dia, dificilmente paramos para olhar para dentro. Refletir sobre seu dia e sua vida no geral é um exercício que deve ser diário. Algumas atividades físicas como o Yoga e meditação podem ajudar nisso, por exemplo.

Tente parar para pensar sobre o que está acontecendo dentro de você e verá como essa atividade é importante para o autoconhecimento.

3.3 Tenha uma vida com propósito

Quais são os seus propósitos de vida? Você tem sonhos e metas?

Geralmente queremos “abraçar o mundo” e fazer várias coisas ao mesmo tempo, por vezes perdendo o foco do que realmente importa.

Experimente listar seus objetivos e faça pequenos gestos diários que poderão te ajudar a chegar, cada vez mais, próximo dos seus sonhos. Não adianta sonhar grande e querer realizar da noite para o dia, é preciso ter paciência e uma estratégia bem definida.

4. Como o autoconhecimento pode ser útil

O autoconhecimento pode ser útil nos seguintes aspectos:

  1. Trabalhar suas resistências: conhecendo quais são seus drivers comportamentais é possível transformar resistência em receptividade
  2. Buscar desenvolvimento: ajuda você atingir o seu melhor de forma consciente.
  3. Resolver conflitos: Te ajuda a entender que existem diferentes estilos comportamentais e, através da empatia, se colocar no lugar do outro.
  4. Capacidade de trabalhar em equipe: com o autoconhecimento, você saberá como contribuir com o grupo, usando o aquilo que tem de melhor.

Enfim, saber suas limitações e pontos fortes, podem te auxiliar em várias áreas da vida, não apenas no sentido profissional. Comece a se questionar, entenda as razões que te levam à determinadas escolhas e saiba exatamente quem é você hoje e onde quer chegar.

cta-post-blog-coaching-de-carreira
WhatsApp chat